× Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato
Território Inimigo
Literatura, História, Museologia e Numismática. Sítio de Goulart Gomes, o criador do Poetrix.
Meu Diário
25/09/2012 05h52
Escritor baiano “perde” todos os seus livros


Escritor baiano “perde” todos os seus livros



Primeira tiragem do novo livro de Goulart Gomes será distribuída gratuitamente.



 



Você vai a uma praça e encontra um livro em um banco do jardim. Olha para os lados e não vê mais ninguém. Apanha o livro e leva para casa. Só então você percebe que aquela obra está inserida em um movimento mundial de “libertação” de livros, chamado Book Crossing. Isto é o que está acontecendo com a primeira tiragem do novo livro do escritor Goulart Gomes, intitulado VÓS SOIS MÁQUINAS (Editora Livro.com, 2012). Exemplares já foram deixados em vários locais de Salvador, Camaçari e Rio de Janeiro.



A obra é o décimo quarto livro publicado pelo autor, seu segundo romance de ficção científica. O personagem central da história, que se passa no século 23, é um androide chamado Andr-El, que consegue estabelecer contato com seres de outra dimensão, o que provoca um rebuliço no planeta. O livro foi escrito com recursos do edital de Criação Literária 2010, da Fundação Pedro Calmon, Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia. A primeira tiragem, de 250 exemplares, será distribuída gratuitamente.



Book Crossing - www.bookcrossing.com.br - é um movimento mundial que estimula as pessoas a “libertarem”  livros, novos ou seminovos,  em locais públicos, possibilitando a outras pessoas que os leiam, também. Existe, ainda, a possibilidade dos livros serem deixados em pontos específicos. Em Salvador, o único ponto de Book Crossing está localizado no Café Aliança Francesa, na Ladeira da Barra, onde o VÓS SOIS MÁQUINAS também foi “libertado”.



Segundo Goulart, o objetivo da sua atitude, ao cadastrar no projeto todos os exemplares dessa primeira tiragem,  é socializar o acesso ao conhecimento, cultura e informação, fazendo com que a obra atinja pessoas que, normalmente, não teriam esta oportunidade. A próxima ação do escritor será “libertar” exemplares em Cachoeira, durante a realização da Feira Literária.


Publicado por Goulart Gomes
em 25/09/2012 às 05h52