× Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato
Território Inimigo
Literatura, História, Museologia e Numismática. Sítio de Goulart Gomes, o criador do Poetrix.
Meu Diário
08/03/2007 23h12
ARTE E REVOLUÇÃO
Sempre gostei da chamada Poesia de Resistência. Tanto que estou com um livro inédito cheinho delas. Chama-se A PEDAGOGIA DOS OPRESSORES. Abaixo, um texto extremamente significativo do poeta e revolucionário Tomás Borge.


ARTE E REVOLUÇÃO
(Tomás Borge)

O homem que não é capaz de sonhar é um pobre diabo, um eunuco; o homem que é capaz de sonhar e transformar seus sonhos em realidade é um revolucionário; o homem que não é capaz de amar, é um primata; o homem que é capaz de amar e fazer do amor um instrumento de transformação é também um revolucionário. Um revolucionário, portanto, é um sonhador, é um amante, é um poeta, porque não se pode ser revolucionário sem lágrimas nos olhos e ternura nas mãos. Os poetas de hoje, os verdadeiros poetas de hoje, são os que desenham o amanhã; os artistas estão construindo com palavras, com argila, com aquarelas, as maquetes que vão servir de base à sociedade do futuro.



Tomás Borge nació en 13 de agosto de 1930 y muy pronto se integró en la lucha contra la dictadura que la saga familiar de los Somoza mantenía en Nicaragua desde el asesinato de Sandino.

Fundador del Frente Sandinista de Liberación Nacional (FSLN) junto con Carlos Fonseca Amador y Silvio Mayorga en 1961. Durante el período de gobiernos Sandinistas en Nicaragua (1979-1990) ostentó el cargo de Ministro del Interior.

Vicesecretario del FSLN y parlamentario durante el período de en el que el FSLN se mantuvo en la oposición (1990 - 2006) Tomás Borge es, además de político, escritor y poeta. Ha publicado varios libros, entre ellos "La paciente impaciencia" y "La ceremonia esperada".
Publicado por Goulart Gomes
em 08/03/2007 às 23h12