× Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato
Território Inimigo
Literatura, História, Museologia e Numismática. Sítio de Goulart Gomes, o criador do Poetrix.
Meu Diário
13/04/2007 06h29
Descrições do Tempo
(Autor ignorado)

As expressões abaixo são muito comuns em todo o Brasil... e na Bahia mais ainda. Por isso, se você pretende vir para estes lados, é bom saber:


AGORINHA MESMO:
Se não viesse acompanhada da palavra MESMO, poderia significar que nas próximas horas seria feito. Seria, ou como diz Caetano " ou não". É que a
palavra MESMO significa que você está sendo enrolado.

DEPENDE:
Envolve a conjunção de várias incógnitas, todas desfavoráveis. Em situações anormais, pode até significar sim, embora até hoje tal fenômeno só tenha sido registrado em testes de laboratório. O mais
comum é que signifique diversos pretextos para dizer não.

DEPOIS: Similar a MÊS QUE VEM, com alguma possibilidade que aconteça em um menor período de tempo, ainda que remota.

JÁ, JÁ:
Aos incautos pode dar a impressão de ser duas vezes mais rápido do que já. Ledo engano: é muito mais lento. "Faço já" significa "Passou a ser minha primeira prioridade", enquanto "Faço já já" quer dizer apenas "Assim que eu terminar de ler meu jornal, prometo que vou pensar a respeito".

LOGO:
Logo é bem mais tempo do que dentro em breve e muito mais do que daqui a pouco. É tão indeterminado que pode até levar séculos. "Logo chegaremos a outras galáxias", por exemplo. Atenção: É preciso tomar cuidado com a frase "Mas logo eu ?", que quer
dizer "Tô fora".

MÊS QUE VEM:
Existem três tipos de meses: aquele em que estamos, os que já passaram e os que ainda virão. Portanto, todos os meses, do próximo até o Apocalipse,
são meses que vêm.

NESTANTE:
Se você tem pavio curto, respire fundo 10 vezes ao ouvir essa palavra. Os incautos vão pensar que a junção das palavras "nesse + instante" poderia
indicar pressa para fazer algo agora mesmo. Não. Nestante é a mais vaga e incerta de todas as palavras desse dicionário.

NO MÁXIMO:
Essa é fácil: quer dizer no mínimo. Exemplo: Entrego em meia hora, no máximo. Significa que a única certeza é de que a coisa não será entregue antes de meia hora.

PODE DEIXAR:
Traduz-se como nunca.

PABASE:
Assim como POR VOLTA. Essa expressão dá idéia aproximada de tempo, que pode ser de 1 hora, 8
horas ou nunca. Muito usada na Bahia, também é substituída por " de meio dia pra tarde" mas sem nenhuma certeza disso.

PERA:
Contração de ESPERA, que assim com PERAÊ RAPINHO ou PERAÍ não significa que será feito nos próximos 10, 20, 30, 40, 50 ou 60 minutos. É algo do tipo: "sabe lá Deus quando".

POR VOLTA:
Similar a "no máximo". É uma medida de tempo dilatada, em que o limite inferior é claro, mas o superior é totalmente indefinido. Por volta das 5h quer dizer, partir das 5 h até "espere sentado".

SEM FALTA:
É uma expressão que só se usa depois do terceiro atraso. Porque depois do primeiro, deve-se dizer "Fique tranqüilo que amanhã eu entrego". E depois do segundo, "Relaxa, amanhã estará em sua mesa". Só aí é que vem o "Amanhã, sem falta".

UM MINUTINHO:
É um período de tempo incerto e não sabido, que nada tem a ver com um intervalo de 60 segundos e raramente dura menos que cinco minutos.

VEJA BEM:
É o day after do depende. Significa "Viu como pressionar não adianta?". É utilizado da seguinte maneira: "Mas você não prometeu os cálculos para hoje?" Resposta: "Veja bem ..."

XIIIIIIIII...:
Essa onomatopéia realmente implica em muito
tempo! Quanto mais letra "i" seja pronunciada, mais tempo vai levar para algo ser feito.
Publicado por Goulart Gomes
em 13/04/2007 às 06h29